Skip to content
Increase font size Decrease font size Default font size

Junta de Freguesia da Madalena - Vila Nova de Gaia

Campanha Oficial de Vacinação Antirrábica e Identificação Eletrónica Versão em PDF Versão para impressão
Domingo, 06 Outubro 2013 18:37

A Vila da Madalena dá início à campanha de vacinação anti-rábica e de identificação eletrónica a 16 de Novembro de 2013.


Para os gatos, a vacinação antirrábica é facultativa, mas nos cães, com mais de três meses de idade, é obrigatória.


No dia 16 de Novembro de 2013, o médico veterinário municipal, Dr. Rui Jorge Pinto Jardim, desloca-se à Madalena e administra a vacinação aos animais ali apresentados, após avaliação clínica dos mesmos e seguindo igualmente as diretrizes da Direção Geral de Alimentação e Veterinária.


No entanto, se não conseguir estar presente na data calendarizada, podem sempre em alternativa, deslocar-se com os seus animais às instalações do Centro de Reabilitação Animal de Vila Nova de Gaia, sito nas Oficinas Gerais da CMG, todas as 2ªs feiras úteis, das 14H00 às 15H00.


A vacinação tem um custo de cinco euros, em qualquer data, e confere imunidade ao animal por um período de um ano, enquanto o boletim sanitário de cães e gatos custa um euro. Estão isentos destas taxas os cães-guia, cães guarda de estabelecimentos do Estado, de corpos administrativos, de instituições de beneficência e de utilidade pública, do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e os das autoridades militares, militarizadas e policiais sem assistência clínica privativa.

Em simultâneo, pode também colocar o microchip (sistema de identificação eletrónico) no animal, suportando um custo de 13 euros.


A vacina pretende evitar a presença de raiva ou outras zoonoses (sarnas, tinhas e leishmaniose)  nos animais. “A raiva é uma zoonose, ou seja, é uma doença transmissível ao homem, sem tratamento após os primeiros sintomas, tendo por isso uma taxa de mortalidade perto de 100%”, sendo que atualmente ainda morrem 55 mil pessoas com raiva todos os anos, pelo que  a “profilaxia é a melhor solução”.


Os detentores de animais que não procederem à vacinação, incorrem em contraordenação e podem sofrer coimas entre os 50 e os 45 mil euros.


Local

Dia

Mês

Hora

Largo do Maninho

16

Novembro

09:00

Junto ao Pão Quente no Passadouro

10:30

Largo da Igreja

11:30

 

 

O Jornal "NM"

Faixa publicitária
Faixa publicitária