Skip to content
Increase font size Decrease font size Default font size

Junta de Freguesia da Madalena - Vila Nova de Gaia

Clube Atlântico da Madalena Versão em PDF Versão para impressão
Data da fundação: 18 de Maio de 1970 

Cores do Clube: Verde e branco 

Actual sede social: Rua Tavares Bastos, 309 

Fins: Desporto, Cultura e Recreio

Instituição de Utilidade Pública, desde 16 de Outubro de 1984.
 
Medalha de Ouro de Mérito Municipal. 

 
Breve apontamento histórico:
O Atlântico nasceu em 1970, depois de um trabalho de preparação que permitiu constituir oficialmente uma colectividade desportiva dedicada à prática de várias modalidades, com destaque para o voleibol, que era a que mais raízes tinha na freguesia. Para superar as fortes barreiras burocráticas então existentes, a comissão organizadora conseguiu a adesão da Junta de Freguesia, que abriu as suas portas para uma reunião magna, na qual se garantiram mais de duzentos apoiantes do projecto.
 
Na Av. Gomes Júnior, uma velha oficina de vidraceiro foi transformada na primeira sede do clube e António Maria Gomes da Cunha tornou-se no seu primeiro Presidente de Direcção. Os êxitos desportivos e sociais alcançados nos primeiros anos de vida do clube, em particular com os títulos alcançados na pesca desportiva e os triunfos das equipas de voleibol, funcionaram como os primeiros agentes de divulgação e propaganda do Clube Atlântico da Madalena. Em 1975, a conquista do título nacional de voleibol pela equipa de juvenis, dirigida pelo Madalenense José Valente, também ele fundador deste Clube, projectaram rapidamente o Clube Atlântico da Madalena. Em pouco tempo, foi alcançado o número de oitocentos sócios, aumentando a sua dimensão com a prática de novas modalidades como o atletismo, o ténis de mesa, o halterofilismo, o xadrez, o boxe e as actividades subaquáticas.

Em 1980, o Clube aceitou o grande desafio de adquirir a sua sede, na Rua Tavares Bastos. Para isso contraiu um empréstimo, avultado para a época. No ano seguinte, na noite de 31 de Dezembro, eram já inauguradas as novas instalações da Rua Tavares Bastos. Para superar algumas barreiras, foi muito importante a colaboração do então Secretário de Estado dos Desportos, Vaz Serra de Moura, que recebeu - sem qualquer protocolo - representantes do Atlântico, tendo desbloqueado verbas indispensáveis para a eliminação de obstáculos imprevistos.
 
A maior dificuldade na vida desta colectividade tem residido na falta de instalações próprias para determinadas modalidades desportivas. O saudoso Dr. Albérico Ruber deu o primeiro passo para superar este problema, ao doar um terreno ao clube. Mas esta boa vontade não foi suficiente para a construção de um pavilhão. Isto, porque, o terreno doado fazia parte de uma reserva de terreno destinada à construção do Parque Municipal de Campismo da Madalena. Só em 1987, após a assinatura de um protocolo com a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, o processo começou a ter alguns avanços.

Actividades e realizações mais marcantes:
Títulos: Campeão Nacional de Voleibol em Juvenis, em 1975. Campeão Nacional de Voleibol da 2ª Divisão, em 1978 e 1983. Finalista da Taça de Portugal em Voleibol, em 1979. Campeão Nacional de Pesca Desportiva de Alto Mar, em 1984. Campeão Nacional de Marcha Atlética em Juvenis, em 1985. Campeão Nacional de Voleibol da 1ª Divisão, em 1984 e 1987. Campeão Nacional de Pesca de Alto Mar, em 1990 e 1991. Campeão do Mundo de Clubes de Pesca Desportiva de Mar, em 1992.

Realizações:
11 Concursos Internacionais de Pesca Desportiva de Mar; 3 Concursos Nacionais de Pesca Desportiva de Mar; 1º Torneio da Cidade de Gaia, em Voleibol; 3 Grandes Prémios de Atletismo; 2 Grandes Prémios de Marcha Atlética.

Modalidades actualmente em actividade:
Pesca Desportiva, Ténis de Mesa, Actividades Subaquáticas e Ténis. Modalidades já praticadas: Voleibol masculino e feminino, Atletismo, Boxe, Halterofilismo e Karaté. 

Nas áreas cultural, recreativa e social o Atlântico tem também desenvolvido algumas actividades, das quais se destacam algumas exposições na sua sede; sobre temas ambientais, de trabalhos dos alunos das escolas primárias da freguesia e também a realização de homenagens aos atletas olímpicos: Rosa Mota e José Pinto.